FIAR RGB.png

"A roda da vida me leva na direção de horizontes ampliados. O céu parece maior, as montanhas mais altas e o espaço ao meu redor vibra com novas possiblidades. Em meio às turbulências da vida e empurrado por correntes avassaladoras, eu continuo centrado, permitindo que o arco-íris, enquanto ponte de oportunidades, me conduza ao meu destino.”

Isha Lerner 

O que é?

O Fiar Sistêmico é um processo de cunho terapêutico, com visão sistêmica, realizado em grupo. É útil, viável, facilitador, acolhedor e nutritivo para a alma. Tem como eixo principal o fluxo elucidativo e curador. 

shutterstock_2010596039 (Cópia).jpg

Traz em sua origem a intenção de observar o fluxo da vida e a cura sistêmica dos vários aspectos arquetípicos do Feminino e Masculino, desde a criança interior concebida, através da expansão de consciência. Trata-se de uma troca genuína, saudável, sem julgamento, exercendo a compaixão e a escuta terapêutica compassiva para que haja expressão das verdades do Ser, em movimento espiral, contínuo e ascendente, num círculo humano e sustentador. 

Como é realizado?

Por ser orgânico e fluido, mantem-se em contínua construção de formato, exatamente a partir dos fios que são tecidos pela livre expressão de cada participante.  

Todo e qualquer processo terapêutico requer compromisso, dedicação e mobilização interna, com disposição e constância. Por ser em grupo, cria impulso, estímulo, apoio e acolhimento. 

Número máximo de vagas por grupo: 12 

Periodicidade: Quinzenal, a ser realizado sempre no mesmo dia da semana (salvo em caso de feriados, que deverá ser alterado conforme decisão conjunta). 

Duração: Previsão de 16 encontros (aproximadamente 4 meses). 

Horário: Início às 19h e Término às 22h30min. 

Para que serve?

Neste fluxo da vida, neste caminhar da humanidade, o Masculino e o Feminino foram se perdendo de si próprios e constituindo as dores das disputas, competições, mágoas e, consequentemente, expressões distorcidas de suas emoções, como raiva, medo e tristeza. Tais emoções calaram-se no recôndito da alma e não puderam ser esclarecidas com lucidez e liberdade, até que passei a observar e experienciar que expressar as verdades internas, sejam elas como forem, produz um efeito muito curador.

Talvez, inicialmente, venha à tona de forma catártica, sem elaborações e boa compreensão, mas ainda assim é revelador. Com esta percepção sobre a “expressão das verdades”, vejo claramente que isso carece acontecer em ambiente acolhedor, protegido, pois trata-se de permissão da alma para revelar-se. 

Por meio das experiências do Campo das Constelações, realizadas em grupo, observo a profundidade, a longevidade e a amplitude em que a alma se revela e mais que isso, o poder dos círculos que atuam em ressonância e sincronicidade, promovendo cura. 

Podemos até guardar nossos segredos dos outros, mas não podemos mentir para nós mesmos para sempre! 

Quem desenvolveu?

Eu, Sonia Monteiro, coloquei todos estes aspectos numa mesma intenção, a de contribuir com a busca de Integração de Polaridades do Feminino & Masculino em muitos níveis conscienciais e espaços dimensionais, passando a visualizar o Fiar = confiar, fiar com, ligar o fio. 

shutterstock_1942667314 (Cópia).jpg
shutterstock_1816382801 [Converted] (Cópia).jpg

Em 2016, pude colocá-lo em prática, mas naquele momento apenas com um grupo de mulheres. Como sou otimista e entusiasmada, foi uma ótima experiência, que me surpreendeu em diversos aspectos. Entretanto não segui adiante com o projeto Fiar, até agora, quando me percebo motivada pelas mesmas inspirações de antes, porém agregando mais possibilidades e abrindo espaço para acolher também os homens. 

 

Os homens também carecem de oportunidades para dedicarem-se ao Arquétipo do Feminino em equilíbrio ao Arquétipo do Masculino. 

Não se trata de mulheres ou homens e sim de nós em união sobre nossa inteireza e alinhamento de todas as nossas polaridades, para a expressão das potencialidades, dos dons elevados em cumprimento do Plano Divino. Nos cabendo a autorresponsabilidade e autossustentação.