top of page
  • Sonia Monteiro

Curando Padrões Ancestrais pelas Constelações Sistêmicas Interdimensionais


O principal Sistema que participamos, é o de origem, o de base, que é a família, que além da herança genética, a qual nos torna parecidos fisicamente com nossa família, herdamos também padrões de comportamentos, com uma tendência a repetirmos resultados, ainda que por meio de atitudes diferentes em relação aos nossos ancestrais/antepassados.

Inclusive é muito comum nos referirmos a nossa família, mencionando alguma característica peculiar, como por exemplo, “Na família do meu pai, todos tem nariz grande, tendência a engordar, cabelos brancos precocemente etc” e também outros comentários de ordem comportamental como “São pessoas mal humoradas, preconceituosas, depressivas” dentre outros, além de resultados comuns “São mal sucedidos profissionalmente, muitos casamentos interrompidos, são desunidos” e assim por diante.


Através do Campo das Constelações Sistêmicas, é possível detectar marcos ou possível origem destes padrões, revelar fatores que podem ser o motivo por alguma área da vida não seguir um fluxo saudável e positivo e através do campo, liberar este fluxo, dissolvendo estes emaranhamentos e assim sair de um círculo vicioso para um círculo virtuoso.

Quando o Constelante apresenta sua questão, ele focaliza um aspecto de sua vida que não está satisfatório, porém esta questão está ainda no nível mental, daquilo que é observável, mas sem consciência do “porque” isso se repete na vida dele e ao iniciar a constelação, é muito comum que a força do Campo leve a um determinado ancestral/antepassado que pode ser desde os pais, avós, bisavós, tetravós, que catalisa essa força e através deste personagem que se inicia um movimento de compreensão/ entendimento do reflexo mencionado pelo constelante e também um processo de cura do padrão sistêmico repetitivo.


Tenho experenciado aspectos comuns, que é a observação e sintonização de longevidade dos padrões, ou seja, aquele personagem identificado para ser trabalhado a cura, apenas é um agente mais disponível e catalisador de um movimento que se originou muito antes (em várias gerações passadas) e isto tem criado a oportunidade de cura daquele aspecto para todos os ancestrais daquela família. O que significa aliviar o Sistema em vários níveis, de traz para frente.

Entendendo o conceito de cura quântica ou multidimensionalidade do tempo, eu diria que a vivência emocional, produzida nos ancestrais, continua a atuar em seus descendentes, ainda que produzidas por ações diferentes, mas pode ser curada “naquele” tempo e reverberado até os dias atuais.


Durante a facilitação do processo, tem sido comum eu sentir que os ancestrais parecem encontrar-se “sedentos” pelo momento de catarse de suas emoções e sentimentos, que se torna possível através de um canal descendente seu, pela busca de solução de suas questões (constelante).


Muitas, senão a maioria das questões, convergem para aspectos comuns, como dificuldades financeiras, profissionais, de relacionamentos com pais, filhos, companheiros, bem como depressão, ansiedade, baixa auto estima.

Ao pesquisar o Sistema durante a constelação, é possível observar, padrões masculinos e femininos, sendo comum concluir padrões comportamentais de épocas passadas, como repressão da sexualidade, de expressões espirituais, de crenças sociais, valores com relação ao dinheiro, gerando reflexos nas gerações atuais, mesmo com as atualizações das visões e percepções sobre estes aspectos.


Fazendo uma analogia, é como se as Constelações funcionassem como uma atualização do Sistema, um “Up Grade”, “baixando”, durante o processo, um novo formato de comportamento para os tempos mais modernos, o que não é possível até que seja identificada a essência da questão.


Talvez por este motivo que muitas pessoas passam longos períodos em processos terapêuticos e apesar de toda mobilização e intenção, não conseguem provocar uma real transformação em seus padrões, exatamente pelo fato de extrapolar a consciência pessoal para uma consciência Sistêmica, porém as memórias sistêmicas continuam a atuar sobre a vida da pessoa.


As Constelações obviamente não mudam os fatos, mas mudam as emoções, sentimentos e significados dos fatos, pois trazem um nível de consciência superior, com compaixão e sem julgamento dos descendentes sobre seus ascendentes, permitindo a possibilidade de reconciliações e religare do fluxo do Amor, pois acontecem num movimento de alma, um lugar onde todos somos iguais e capazes de compreender a Natureza Humana, com todas as suas nuances.

Portanto estar vivendo neste momento é realmente um presente, pois se encontra a disposição vários recursos terapêuticos holísticos, que possibilitam desbloqueios em diversos níveis e reais transformações, para seguir com uma vida mais saudável e feliz, pelas Ordens do Amor, apropriando-se verdadeiramente das rédeas da vida, pelas próprias escolhas.


Exemplo de algumas questões trazidas: Dificuldade para engravidar, repetição de relacionamentos amorosos interrompidos precocemente, conflitos no relacionamento com pai e/ou mãe e filhos, depressão, crises de ansiedade, perdas financeiras, insegurança e baixa auto estima, relacionamento com chefes, crises de pânico, sexualidade, carreira, infelicidade dentre outras.

Sonia Monteiro


⁠"A maior tragédia da família são as vidas não vividas pelos pais.”

Carl Gustav Jung

0 comentário
bottom of page